Edição goiana dos Jogos Universitários Brasileiros será “a melhor da história”, diz Raquel Teixeira

esporte
30 de setembro de 2017

Competição,  que terá 19 modalidades,  receberá 5 mil participantes e deve movimentar R$ 10,5 milhões na economia

 

A secretária de Educação, Cultura e Esporte, Raquel Teixeira, afirmou que a 65ª edição dos Jogos Universitários Brasileiros (JUBs), lançada na noite desta sexta-feira, 29/9, no Blue Tree Hotels, em Goiânia, será a “melhor da história”. Goiás é considerado pela Confederação Brasileira de Desporto Universitário (CBDU) como o Estado que promoveu a mais bem organizada edição da história dos JUBs, realizada em 2013. A competição, que deve receber 5 mil competidores entre atletas e comissão técnica, começa no próximo dia 18 e segue até o dia 29 de outubro.

Além de acreditar na superação do Estado como organizador do evento, a secretária Raquel Teixeira destacou o fomento continuado ao esporte promovido pelo Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Educação, Cultura e Esporte (Seduce), como o grande responsável pelos resultados positivos que os atletas goianos têm alcançado em competições nacionais e internacionais.

“Goiás entra nestes Jogos com quase 200 atletas, e como secretária de Esporte eu fico muito feliz e orgulhosa em dizer que mais de 50% dos atletas que entram em campo nos Jogos Universitários têm algum tipo de apoio do Governo de Goiás, seja com o Pró-Atleta ou Pró-Esporte”, lembrou Raquel Teixeira.

O Pró-Esporte é um programa do Governo do Estado de Goiás, executado pela Seduce, de incentivo ao esporte. Pode ser requerido de maneira individual ou coletiva para qualquer modalidade. Já o Pró-Atleta é uma iniciativa que contempla atletas com bolsas que variam de R$ 250 e R$ 750, em Goiás.

No evento, por exemplo, estava presente a equipe do Hidráulica Brasil/Faculdade Araguaia, que recebe o incentivo do Programa Pró-Esporte. O time representou o País nos Jogos Universitários Sul-Americanos, disputados em Bogotá, na Colômbia, e foi campeão vencendo as donas da casa no início desta semana.

O presidente da Federação Goiana de Desportos Universitários (FGDU), Lusimar Santos, enfatizou a importância que a secretária Raquel Teixeira tem dado ao Esporte. “A grande expressão do esporte do Estado de Goiás foi alcançada graças ao empenho da professora Raquel Teixeira”, reconheceu Santos.

Expectativa

Para o presidente da CBDU, Luciano Cabral, Goiás fez uma “edição maravilhosa da competição” em 2013 e isto gera muita expectativa, principalmente, porque ele acredita muito no Estado e na força de trabalho das pessoas. “E por acreditar nisto esta edição já é a maior da história. Nós tivemos o maior número de inscritos de todas as competições do JUBs neste formato. A gente já começa sendo o grande”, pontuou Cabral.

O Congresso de Abertura dos Jogos está marcado para as 14h deste sábado, 30/9. Na reunião, que será realizada no Centro de Excelência de Esportes de Goiás, será tratado do funcionamento de toda a estrutura do evento em áreas como saúde, transporte, locais de competição, hospedagem e alimentação. Na ocasião, também serão definidos os chaveamentos da competição, nas primeiras, segundas e terceiras divisões de cada modalidade.

As sedes oficiais dos JUBs são Goiânia e Trindade, mas o município de Aparecida de Goiânia – parceiro do evento – também receberá algumas competições dos. A expectativa é receber mais de 4,5 mil atletas e paratletas de 26 estados e do Distrito Federal. Goiás será representado por 170 atletas alunos de oito universidades públicas e privadas.

Serão 19 modalidades esportivas individuais e coletivas em disputa nos JUBs. São elas: futsal, handebol, vôlei, basquete, judô, taekwondo, atletismo, tênis de mesa, xadrez, JUBs Acadêmico, badminton, vôlei de praia, basquete 3 x 3, natação, tênis e esportes eletrônicos, com jogos FIFA 2017 e League of Legends. No paradesporto serão contempladas as modalidades natação, tênis de mesa e atletismo.

O Centro de Excelência do Esporte, o Ginásio Goiânia Arena, o Clube Ferreira Pacheco e espaços esportivos de universidades parceiras, além do Ginásio Municipal de Trindade,  serão os palcos das disputas. Esta é a quarta vez que o Estado de Goiás sedia o maior evento esportivo da América Latina em âmbito universitário. As outras ocasiões foram em 1969, 1985 e em 2013.

Os JUBs vão injetar cerca de R$ 10,5 milhões na economia do Estado. Para realizar o evento, a Confederação Brasileira de Desporto Universitário (CBDU) investirá cerca de R$ 6 milhões na cidade. A contrapartida do Governo de Goiás será de R$ 2 milhões, enquanto as Federações Universitárias Estaduais desembolsarão R$ 1,5 milhão.

Além da secretária Raquel Teixeira, do presidente da CBDU, Luciano Cabral e o presidente da Federação Goiana de Desportos Universitários (FGDU), Lusimar Santos, estiveram presentes os presidentes de federações de desporto universitário de 26 estados e do Distrito Federal, atletas e membros de comissões técnicas.

Realização

Os Jogos são uma realização da CBDU e da Federação Goiana do Desporto Universitário (FGDU), e conta com apoio do Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Estado de Educação, Cultura e Esporte de Goiás (Seduce).

 

Goiânia, 30 de setembro de 2017.

Comunicação Setorial da Seduce