Nelson Motta abre a temporada 2018 do Café de Ideias do CCON nesta sexta-feira

cultura
9 de Março de 2018

Outros três nomes já estão confirmados para o primeiro semestre; palestras têm entrada gratuita

 

Jornalista, produtor musical, compositor, letrista, escritor, roteirista, apresentador, colunista, palestrante… A trajetória bem-sucedida e o convívio com nomes fundamentais para a música brasileira, como Elis Regina, Marisa Monte e Tim Maia, são bons motivos para não perder a palestra do “falso carioca” Nelson Motta nesta sexta-feira (9/3) no Café de Ideias do Centro Cultural Oscar Niemeyer (CCON).

Motta vai falar sobre “Música na era digital” (confira a sinopse abaixo) na conferência que abre a temporada 2018 do projeto. Mais três nomes já estão confirmados para o primeiro semestre: Zuenir Ventura, jornalista, no dia 6 de abril; Monja Coen, missionária zen budista, no dia 27 de abril; e Maria Rita Kehl, psicanalista, no dia 25 de maio.

Natural de São Paulo, capital, Nelson Motta mudou-se para o Rio de Janeiro aos seis anos. “Nelson Motta dispensa apresentações e Zuenir Ventura é importante porque resgata o cinquentenário de episódios que deixaram marcas profundas no Brasil, já a Monja Coen e Maria Rita foram dois nomes muito pedidos pelo público. O goianiense abraçou o Café de Ideias e merece ser atendido”, afirma o chefe do Gabinete Gestor do CCON, Lisandro Nogueira.

Todas as palestras são gratuitas, não requerem inscrição prévia e dão direito a certificado de participação para estudantes e outros interessados. O auditório tem capacidade limitada e por isso a coordenação do evento pede que o público chegue com alguma antecedência para garantir vaga e evitar transtornos.

 

Início

O Café de Ideias do Centro Cultural Oscar Niemeyer foi criado em 2012. Em 2017, o projeto recebeu a psicanalista Regina Navarro e o filósofo Luiz Felipe Pondé em duas palestras que reuniram mais de 1,3 mil pessoas.

Também já passaram pelo palco do Café: Ruy Castro, Christian Dunker, Márcia Tiburi, Cláudia Riolfi, Roberto DaMatta, Jorge Forbes, Mary Del Priore, Eliane Brum, Vladimir Safatle, Flávio Gikovate, Renato Janine Ribeiro, Marco Antônio Villa, Cacá Diegues, Ismail Xavier, Luiz Carlos Bresser Pereira, Demétrio Magnoli, Viviane Mosé, Leandro Karnal, Oswaldo Giacoia Jr., Marilena Chauí, José Arthur Giannotti, José Miguel Wisnik, Miriam Goldenberg e Lair da Silva Loureiro Filho.

 

Créditos

O projeto tem a parceria dos restaurantes Panela Mágica e Porto Cave e da Universidade Federal de Goiás. Tem ainda o apoio cultural da Rádio Executiva, do jornal O Popular e da TV Anhanguera. A realização é do Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Estado da Educação, Cultura e Esporte (Seduce), e Centro Cultural Oscar Niemeyer (CCON).

 

Sinopse da palestra de Nelson Motta

“A caixa mágica. A invenção que supera a science fiction mais delirante. A TI mudou a forma de fazer e de ouvir música. De produzir e de vender música. Em benefício da música, a era digital barateou as gravações e acabou com os formatos rígidos, determinados pela capacidade de LPs, fitas e CDs. Tecnologia é como droga: não dá talento a quem não tem. Neste momento estão sendo produzidas dezenas, centenas de músicas no mundo inteiro e uma boa parte delas logo vai estar na internet. O lado bom é que nunca foi tão fácil e barato produzir música, e por isso mesmo, pela quantidade avassaladora, nunca foi tão difícil fazer sucesso.”

 

SERVIÇO

Café de Ideias com Nelson Motta (abertura da temporada 2018)
Data: Sexta-feira, 9/3
Horário: 19h30
Local: Centro Cultural Oscar Niemeyer (Avenida Deputado Jamel Cecílio, nº 4490, Quadra Gleba, Lote 1 – Setor Fazenda Gameleira – Goiânia/GO)
Entrada gratuita

 

 

Próximas palestras

  • 6 de abril – Zuenir Ventura– Tema: “1968, o ano que não terminou”
  • 27 de abril – Monja Coen– Tema: “Contra a angústia e o sofrimento ou um caminho para a felicidade”
  • 25 de maio – Maria Rita Kehl– Tema: “O tempo e o cão: a atualidade das depressões”