No balanço de 30 dias, governo destaca diversas medidas positivas adotadas pela Secretaria Estadual de Educação

educacao
5 de fevereiro de 2019

A rede pública estadual foi destaque no balanço de 30 dias de gestão apresentado pelo governador Ronaldo Caiado nesta terça-feira, 5/2. Durante a prestação de contas à sociedade, o governador assinou edital de nomeação de 150 professores e anunciou a convocação de outros 285 em abril. Dessa forma, no primeiro semestre de 2019, a rede passará a contar com 435 novos professores em seu quadro efetivo, diminuindo assim o número de contratos temporários.

Ao ressaltar seu compromisso com a educação, o governador estendeu o pagamento do Piso Salarial Nacional também aos professores temporários. Com o reajuste, que será pago a partir do mês de abril, o salário-base da categoria passará de R$ 1.790 para R$ 2.400.

Ronaldo Caiado destacou também o retorno do Auxílio-Alimentação para todos os servidores da Educação. O benefício, no valor mensal de R$ 500, será pago aos professores e servidores efetivos, temporários e comissionados. Segundo ele, essa medida só foi possível graças ao enxugamento das despesas com a folha de pagamento da Secretaria Estadual de Educação (Seduc).

Parceria

O governador elogiou o trabalho da secretária Fátima Gavioli à frente da Educação estadual e lembrou ações importantes adotadas por ela no sentido de reduzir despesas e otimizar gastos. “Tudo que for economizado na Educação será investido na Educação”, garantiu ele.

Entre as iniciativas lembradas por Ronaldo Caiado estão a transferência da sede da Seduc para o prédio do Instituto de Educação de Goiás (IEG), que garantirá de imediato uma economia superior a R$ 500 mil mensais, e o reordenamento da rede, que incluiu a municipalização de algumas unidades educacionais e a fusão de algumas escolas, sem nenhum prejuízo para os alunos.

“Fora outros encargos como limpeza e IPTU, faremos uma economia de cerca de R$ 6 milhões anuais com a mudança para o prédio próprio do IEG”, acrescentou o governador. Já a redução nos cargos comissionados e contratos temporários representou uma redução de R$ 79 milhões na folha.

Pagamentos

Na área da educação, o governador também ressaltou como aspectos positivos a quitação antecipada da folha de janeiro para todos os servidores e o início do pagamento do transporte e da merenda escolar referentes a 2018. Ao transporte foi destinado R$ 6,3 milhões referentes aos meses de junho, agosto e parte de setembro. Em relação à merenda foram pagas duas das quatro parcelas em atraso, totalizando R$ 5,6 milhões.

Outra medida citada por Ronaldo Caiado foi o pagamento do Vale-Transporte do mês de novembro, benefício concedido a todos os servidores que recebem até dois salários mínimos. A dívida era superior a R$ 775 mil. Resta agora quitar o mês de dezembro, cujo valor está orçado em R$ 807 mil.

O governador também citou o início do pagamento dos salários em atraso do mês de dezembro de 2018. No dia 1º de fevereiro último, cerca de 16 mil servidores estaduais, com vencimentos de até R$ 2.760, tiveram o dinheiro depositado em suas contas.