Secretária de Educação ouve sugestões de professores e diz que terá reuniões abertas todo sábado

educacao
5 de janeiro de 2019


Fátima Gavioli terá agenda aberta a pais, professores e estudantes

A secretária de Educação, Fátima Gavioli, recebeu neste sábado, 5/1, um grupo de professores na sede da Secretaria de Educação, Cultura e Esporte (Seduce). O tema principal do encontro foi o pagamento dos servidores do mês de dezembro.

A secretária afirma que vai manter esse contato direto com professores, servidores administrativos, pais e estudantes. Ela terá agenda aberta à comunidade todos os sábados, para ouvir e discutir as demandas relacionadas à Educação de forma permanente.

Na conversa, a auxiliar explicou que o governo não tem dinheiro. “O caixa está limpo, mas o governador tem buscado de todas as formas possíveis fazer esse pagamento de dezembro”, observou a secretária.

Além do pagamento de dezembro, os professores apresentaram outras reivindicações, como a melhoria na estrutura das escolas, a participação da comunidade na implantação das escolas em tempo integral e a substituição, aos poucos, dos professores temporários por efetivos.

A realização de parcerias da Seduce com universidades e institutos para que sejam oferecidos mestrados aos profissionais da rede é outro pedido recorrente. “Os professores querem uma metodologia de trabalho voltada para a formação continuada”, destaca a secretária.

Uma ideia bem recebida pela secretária de Educação é a participação dos professores nos conselhos, como o da Merenda Escolar e o do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb). “Acho bom que participem, que nos ajude a fiscalizar. Sou bem transparente em tudo que faço”, disse.

“Nosso expediente hoje foi assim, e estou reservando os sábados para atender e cuidar dos temas mais polêmicos da agenda. Fiquei bem satisfeita com tudo que ouvi”, encerrou.

Goiânia, 5 de janeiro de 2018